A Lama de Mariana e Brumadinho Não Vale o Progresso

Autores/as

  • Lidia Borgo Duarte Santos Pontifícia Universidade Católica de Rio de Janeiro

Palabras clave:

Mariana, Brumadinho, Minas Gerais, Vale, Samarco

Resumen

“Estão comendo o mundo pelas beiradas”, assim diz a letra de uma música brasileira. Uma frase que descreve bem o cenário derribado de Minas Gerais, estado historicamente marcado pela extração de minerais desde os tempos da colônia e que recentemente sofreu com dois grandes desmoronamentos de barragens de mineração, localizados em Mariana (ocorrido em novembro de 2015) e Brumadinho (em janeiro de 2019). Minas Gerais, que leva no nome seu fado e o Brasil, um país que na sua origem como colônia do Novo Mundo ainda mantem as características da exploração, onde as commodities continuam sendo o carro-chefe da economia.

Descargas

La descarga de datos todavía no está disponible.

Biografía del autor/a

Lidia Borgo Duarte Santos, Pontifícia Universidade Católica de Rio de Janeiro

Graduada em arquitetura e urbanismo pela Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória, Brasil. Mestra em engenharia urbana e ambiental, Pontifícia Universidade Católica, Rio de Janeiro, Brasil e a Technische Universität Braunschweig, Braunschweig, Alemanha.

Citas

Amâncio, T. (Janeiro 29, 2019). Tragédia em Mariana ainda não tem culpados, e Samarco não pagou multas. Folha de S. Paulo. Recuperado em 23 abril 2019, de https://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/2019/01/tragedia-em-mariana-ainda-nao-tem-culpados-e-samarco-nao-pagou-multas.shtml

ANM. (2019). Nota Técnica, Resultado Consolidado das Declarações de Condição de Estabilidade. Agência Nacional de Mineração. Recuperado em 23 abril 2019, de http://www.anm.gov.br/assuntos/barragens/nota-tecnica-do-resultado-da-declaracao-de-condicao-de-estabilidade.pdf

Constituição da República Federativa do Brasil de 1988 (1988). Brasília. Recuperado em 23 abril 2019, de http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/constituicao.htm

Defesa Civil de Minas Gerais. (Abril 23, 2019). INFORMAÇÕES: Desastre Barragem de rejeitos de Brumadinho - 23/04/2019. Recuperado em 25 abril 2019, de http://www.defesacivil.mg.gov.br/index.php/component/gmg/page/647-2304

G1. (Janeiro 25, 2019). Vale diz que funcionários devem ser maior parte das vítimas do rompimento de barragem em Brumadinho. G1 Minas Gerais. Recuperado em 23 abril 2019, de https://g1.globo.com/mg/minas-gerais/noticia/2019/01/25/vale-diz-que-ativou-plano-de-emergencia-apos-rompimento-de-barragem-em-brumadinho.ghtml

Gerbelli, L. G (janeiro 29, 2019). Vale ganhou relevância na economia com aumento das exportações de minério. G1 Economia. Recuperado em 23 abril 2019, de https://g1.globo.com/economia/noticia/2019/01/29/vale-ganhou-relevancia-na-economia-com-aumento-das-exportacoes-de-minerio.ghtml

Ibama (2018). Rompimento da Barragem de Fundão: Documentos relacionados ao desastre da Samarco em Mariana/MG. Ibama, Ministério do Meio Ambiente. Recuperado em 23 abril 2019, de http://www.ibama.gov.br/cites-e-comercio-exterior/cites?id=117

Ibama (janeiro 30, 2019). Rompimento de barragem da Vale em Brumadinho (MG) destruiu 269,84 hectares. Ibama, Ministério do Meio Ambiente. Recuperado em 23 abril 2019, de http://www.ibama.gov.br/noticias/730-2019/1881-rompimento-de-barragem-da-vale-em-brumadinho-mg-destruiu-269-84-hectares

Lei Nº 13.540, de 18 de dezembro de 2017 (2017). Dispõe sobre a Compensação Financeira pela Exploração de Recursos Minerais (CFEM). Brasilia, 2017. Recuperado em 23 abril 2019, de http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2015-2018/2017/Lei/L13540.htm

Michaelis. (n.d.). Dicionário Michaelis [homepage]. Recuperado em 23 abril 2019, de http://michaelis.uol.com.br/

Vale. (n.d.). Composição acionária 2019. Recuperado em 23 abril 2019, de http://www.vale.com/brasil/PT/investors/company/shareholding-structure/Paginas/default.aspx

Vale. (junho 25, 2018). Vale anuncia celebração de Termo de Ajustamento de Conduta entre Samarco, suas acionistas e autoridades brasileiras. Recuperado em 23 abril 2019, de http://www.vale.com/brasil/PT/investors/information-market/press-releases/Paginas/Vale-anuncia-celebracao-de-Termo-de-Ajustamento-de-Conduta-entre-Samarco,-suas-acionistas-e-autoridades-brasileiras-.aspx

Publicado

2019-01-01

Cómo citar

Duarte Santos, L. B. (2019). A Lama de Mariana e Brumadinho Não Vale o Progresso. Escenarios: Empresa Y Territorio, 8(11), 9-13. Recuperado a partir de http://esumer.edu.co/revistas/index.php/escenarios/article/view/10

Número

Sección

Editorial